Seja Benvindo. A sua visita me fará, sempre, feliz

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Cantando com Ternura



15/6/2005

Autor: Élys Vianna

Um pássaro voa pela floresta.
Em um galho vai pousar.
A brisa, suave, o afaga,
logo, começa a cantar.

Canta a sua liberdade,
saudando a natureza,
a manifestação da vida,
o Criador em toda a sua grandeza...

De repente, para o seu canto,
aguçando os sentidos, quer observar...
Um raio de Sol o acaricia;
enternecido, sente a presença de Deus
e recomeça a cantar.

Canta com muita ternura.
Certamente, está rezando.
Seu canto é uma oração,
que no ar, ternamente, vai vibrando.

Deus envolve a Terra.
Em todos os lugares se faz presente
e no pequenino coração do pássaro,
Ele habita amorosamente.

12 comentários:

  1. Quanta beleza da alma nesse poema lindo e emocionante Élys!
    Obrigada pela partilha
    Abraços e uma semana abençoada!

    ResponderExcluir
  2. Que poema lindo!!! Certamente o canto dos pássaros é uma sintonia direta com o Criador. Boa semana, um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá Élys
    Que linda poesia. Tudo o que Deus criou é extraordinário. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  4. Élyz,que lindo seu poema!O canto dos pássaros é um momento de muita ternura.
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  5. Lindo canto dos passarinhos e sentir a presença de Deus em tudo!bjs,

    ResponderExcluir
  6. Olá!Boa noite
    Élys
    Muito belo!
    ...esses belos espécimes, que além do canto, nos dão demonstração do quanto é fácil ser livre, feliz e alcançar a imensidão do céu , somente pela liberdade que Deus lhes deu.
    Obrigado pelo carinho da visita
    Bela quinta feira
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde, Élys. Que sensível poesia encontrei aqui, tem calma, alma e segurança nesses versos.
    Beijos na alma e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  8. OI ÉLYS!
    LINDO E TOCANTE TEU TEXTO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Quanta beleza e sensibilidade no cantar do pássaro em seu poema, meu amigo Élys!
    Não é belo...é simplesmente divino!
    Saudações poéticas e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  10. Enquanto eu lia tua poesia, as minhas caturritas cantavam lindo. Elas moram em duas araucária enormes que temos aqui no pátio.
    Amei ouvir o canto delas e ler tua poesia.
    Foi bálsamo.

    ResponderExcluir
  11. Versos belíssimos que traz calma e paz!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, Ellys. Gostei muito de seu poema sobre o cantar dos pássaros. Eles rendem graças ao Criador com seus cantos maviosos. Tenho muita pena dos pássaros presos em gaiolas. Todos deveriam ser livres, cantar pelas matas árvores e florestas. Um abraço fraterno da Nancy Zeitone.

    ResponderExcluir

A sua visita me faz feliz.
Deixe um comentário, aqui ou se preferir,
vá ao livro de visitas (Guest Book), no alto do Blog.
Ficarei muito grato.