Seja Benvindo. A sua visita me fará, sempre, feliz

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Através dos Tempos



Bati a tua porta.
Pela primeira vez te vi 
e tu me viste
pela primeira vez.

Eu te sorri,
tu me sorriste
e depois...
nunca mais deixamos de nos ver!


Minhas mãos pobres
se apoiaram nas tuas
para junto percorrermos
os caminhos da dor.

Aqueles caminhos onde a penúria
tem sua morada,
os risos das crianças vagam perdidos
e onde a esperança
se recusa passar!


E começamos nós dois - mãos nas mãos
a transformar esses caminhos,

Semeamos juntos,
rosas de paz,
jasmins de confiança,
cravos coloridos de alegria,,,


E a eles voltamos muitas vezes!
Eu, sempre ano a ano
bati à tua porta,
estendendo-te as mãos...

Eu te sorria...
Tu me sorrias...

Quantas vezes o fizemos?
Não importa!
Importa apenas,
que aqueles caminhos,
a pouco e pouco se foram transformando.

Hoje há sorrisos colados 
nos lábio infantis.
Alegrias desfilando entre as ruelas
enfeitadas com bandeiras brancas de paz!...

Um dia ousei  te perguntar: Quem és tu,
que me abres a porta,
e me estendes a mão?

Quem és tu,
que recebes meu sorriso
e alegre me sorris?

Quem és tu,
que comigo sais
a plantar alegrias,
a semear amor?

Quem és tu, enfim, 
que tens o poder de mudar
o roteiro da esperança,
fazendo-a passar nas ruelas da dor?

E tu me responde com simplicidade:
 -Eu sou a caridade
 e permaneço oculta em cada coração
que me oferece um lar por doce abrigo,

mas vivo ansiosa para que alguém
como tu, querido amigo
venha um dia, bater à minha porta,

me olhe nos olhos,
me estenda as suas mãos,
me ofereça um sorriso,

e saia comigo
espalhando no mundo
o perfume da paz!
Eu sou a Caridade,
e quem  me conhece
não me esquece jamais!





Autora espirital: Icléia
Livro: Evangelho em Prosa e Verso
Mensagem de diversos espírito recebidas no Lar de Tereza
Livraria Irmão X - Lar de Tereza
Site: www.lardetereza.org.br 
E-mail: lardetereza@uol.com.br

12 comentários:

  1. Lindo e realmente caridade nunca é esquecida, ou pelo menos., não deveria ser! abraços,chica

    ResponderExcluir
  2. Bonito, e com um final surpreendente!
    Bom dia, Élys.

    ResponderExcluir
  3. Very beautiful words. Have a wonderful day:)
    Hugs!:))

    ResponderExcluir
  4. ¡Precioso precioso!!!

    Élys: Tus versos nos manifiestan una gran verdad, la caridad permanece en nuestros corazones para servir, para amar al más necesitado, ofreciendo amor abrigo extendiendo nuestras manos y llenas de bondad, pues en la caridad, en el pobre, en el enfermo,está Jesús presente.

    Ha sido un inmenso placer pasar por tu casa virtual y leerte.
    Te dejo mi gratitud y mi estima siempre.
    Un abrazo y buen fin de semana.

    ResponderExcluir
  5. Amigo que lindo esse poema!!
    Gosto dos poemas que você posta onde fala muito sobre a caridade tão
    difícil de se ver hoje nesse mundo.
    Um carinhoso abraço.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  6. Quem és tu,
    que recebes meu sorriso
    e alegre me sorris?

    Me quedo con este verso.

    Un abrazo grande.

    ResponderExcluir
  7. Maravilhoso poema, Élys.
    A caridade quando despertada em um coração, jamais adormecerá!
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  8. Bela mensagem em forma de poesia.
    Caridade é salvação. É o que precisamos cultivar e semear para chegarmos até ao Pai. Onde há caridade, há amor, e onde há amor, há alegria e paz.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. Um belíssimo poema, que o meu estimado amigo escreveu.

    Desejo que se encontre bem.

    Um abraço amigo.

    Irene Alves

    ResponderExcluir
  10. Que bela e profunda mensagem!! Que sejamos caridosos, espalhando essa virtude tão louvável. Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Élys,

    Maravilhoso poema. Uma linda mensagem de amor e caridade.
    Quem conhece, jamais esquece.
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Um bonito poema que nos remete à Bíblia: 1, Cor 13, 13: "Agora, portanto, permanecem fé, esperança , caridade, estas três coisas. A maior delas porém, é a caridade." Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir

A sua visita me faz feliz.
Deixe um comentário, aqui ou se preferir,
vá ao livro de visitas (Guest Book), no alto do Blog.
Ficarei muito grato.